Impressões do VII Congresso ABRATES #ABRATES16

Impressões do VII Congresso Internacional de Tradução e Interpretação da ABRATES #ABRATES16

Embora tenha sido um final de semana de chuva, algum vento e temperaturas amenas (menos para os ditos “friorentos”), aconteceu o VII Congresso da ABRATES, entre os dias 3 e 5 de junho, no Centro de Convenções SulAmérica, no centro do Rio de Janeiro.

Não há palavras que expressem o quanto foi bom estar presente a este evento, cercado de gente craque em tradução e/ou interpretação, além de muitos pupilos (de cursos de faculdade e cursos técnicos voltados para tradutores / intérpretes) e de quem está iniciando a caminhada na seara tradutória.

O assunto, aparentemente, mais discutido deste congresso foi sobre MT (Machine Translation – Tradução de máquina [ou automática, como dizem alguns]). Tivemos convidados e estudiosos do assunto debatendo tipos de traduções de máquina, os rumos e o futuro da profissão, entre outros assuntos de interesse da classe. Aquela velha história de que temer a MT não é opção (pelo menos não deveria ser).

Muita gente boa, jovem e ansiosa por acompanhar palestras, debater situações, condições, aprender, enfim. Uma oportunidade única e valiosa trazida por aqueles que deram o melhor de si para a grandeza da empreitada.
E a prova disso são as fotos, os comentários, os vídeos, os agradecimentos, as promessas em torno da #ABRATES17, muitos relatos (cada um mais comovente do que o outro), momentos inesquecíveis como a entrevista concedida pela jornalista Cora Rónai, filha de Paulo Rónai, um dos fundadores da ABRATES, o momento da execução do Hino Nacional, quando tivemos uma tocante interpretação de Libras, passando pela mesa-redonda sobre MT, a mesa-redonda sobre direitos autorais, quase uma centena de palestras sobre muitos assuntos, até a presença de Vera Holtz no encerramento, na despedida de nossa queria Presidente (em razão da eleição da nova chapa, após dois mandatos consecutivos).
Na ocasião, tivemos a votação da nova diretoria, que elegeu a chapa “Criando Pontes”. Parabéns aos envolvidos!

Tive a oportunidade de rever velhos amigos, conhecidos e colegas, de ter feito contato com quem, sempre que possível, perguntava e comentava a respeito de diversos assuntos e pedia minhas impressões.
VII Congresso Internacional de Tradução e Interpretação da ABRATES.
E por ter tido esta impagável oportunidade, agradeço a tantas pessoas. São muitas e não caberiam nesta publicação, mas cada uma sabe a quem me refiro. Há quem, neste evento, tenha me dado a oportunidade de colocar em pratos limpos um erro do passado. Saí de lá renovado, com sensação de dever cumprido, cheio de novos cartões de visita e tendo distribuídos diversos cartões, aceitado muita gente nos perfis das redes sociais.

Tudo o que foi plantado e colhido neste congresso ficará no coração, que transbordará e também passará para outros corações. E assim construímos conhecimento, pontes são criadas, laços são estreitados, a vida segue… Tudo se constrói e se renova ao mesmo tempo. Pintamos o sete!

Para não me estender mais, deixo meu mais sincero e caloroso obrigado.

E, como não poderia deixar de ser, deixo também votos de que encontrarei estas mesmas pessoas e muitas outras na #ABRATES17 que acontecerá em São Paulo.

Nos vemos lá?

Publicado em Notícias | 6 comentários